Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CEAD realiza reunião de planejamento de Congresso Nacional e Internacional
Início do conteúdo da página

CEAD realiza reunião com ‘Associação para o bem-estar do menor carente de Esperantina’

  • Publicado: Sexta, 14 de Junho de 2019, 12h52
  • Última atualização em Sexta, 14 de Junho de 2019, 12h58

Com o intuito de analisar as ações educativas da Instituição ‘Associação para o bem-estar do menor carente de Esperantina’ (AMARE) junto à crianças em situação de vulnerabilidade, visando uma produção acadêmica sistematizada sobre as práticas educativas desenvolvidas, pesquisadores do Centro de Educação Aberta e a Distância da Universidade Federal do Piauí (CEAD/UFPI) articulam um projeto de pesquisa sobre o local. Por conta disso, na manhã dessa sexta-feira (14), na Coordenação de Pedagogia do CEAD, foi realizada uma reunião com membros de ambas as instituições.

“O projeto foi apresentado ao Comitê de Ética e, agora, recebemos a aprovação para sua execução. Com a reunião de hoje, estamos redefinindo as ações a serem desenvolvidas em conjunto com a AMARE, que presta há 30 anos, em Esperantina, serviços de grande relevância para crianças em situação de vulnerabilidade, resgatando os aspectos educacionais, morais e afetivos, vendo a educação de uma forma ampla, na busca por colocar na sociedade crianças com um desenvolvimento sadio e pleno de sua cidadania”, destaca Amada Campos, coordenadora de tutoria do Curso de Pedagogia.

 

 

14 06 2019 Reunião Amare

Da esquerda para a direita: Baltazar Campos, coordenador do curso de Pedagogia; Amada Campos, coordenadora de Tutoria de Pedagogia; Marta Moura, professora formadora; Johannes Skorzak, diretor executivo da Amare e Diogenes Rebello, membro do departamento de economia da UFPI. 

 

O projeto, denominado ‘Ações Educativas da Associação para o bem-estar do menor carente de Esperantina – Amare: fundamentos, práticas e impactos’, analisará os métodos exercidos na instituição, bem como os impactos gerados com a efetivação das ações educativas na comunidade.

“Nossa reunião com o Departamento de Pesquisa da UFPI é para, juntamente com a AMARE, procurar caminhos para tirar o ensino público da inércia a que está sendo condenado muitas vezes, especialmente, nos lugares mais vulneráveis. Constam-nos resultados preliminares que crianças que recebem atenção socioemocional obtém melhores índices de desempenho escolar e cognição. A ideia é verificar com exatidão cientifica a mudança de avanço escolar e como se respalda essa afirmação”, comenta Johannes Skorzak, Diretor Executivo da Amare.

A AMARE é uma instituição beneficente de assistência social que promove a inclusão social e a equidade de chances com a oferta de oportunidades e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. Com o lema: ‘Educar é encantar para a vida’, a instituição possui em sua equipe profissionais de pedagogia, psicologia, assistência social e voluntários de psicopedagogia, odontologia e oftalmologia. Mais informações sobre o local podem ser obtidas aqui.

registrado em:
Fim do conteúdo da página