CEAD/UFPI forma alunos em Uruçuí e Floriano
em 27/3/2017 - 17:4

A Universidade Federal do Piauí, por meio do Centro de Educação Aberta e a Distância (CEAD/UFPI), formou 61 alunos dos Polos de Apoio Presencial da Universidade Aberta do Brasil dos municípios de Uruçuí e Floriano.

Uruçuí


Familiares prestigiaram o evento

Na sexta-feira (24), a Colação de Grau foi realizada na Casa de Shows Vitória Eventos, em Uruçuí, com as turmas do curso de Bacharelado em Administração (Turma Administradores por excelência) e das Licenciaturas em Filosofia (Turma Amigos do saber), Letras Português (Turma Flor do Laço) e Química (Turma Essência da Química).


Diretor do CEAD, professores e autoridades participaram da Colação

A solenidade foi presidida pelo Diretor do CEAD, Prof. Dr. Gildásio Guedes; com a presença do vice-diretor do CEAD e também coordenador do curso de Letras Português, Prof. Dr. Milton batista; da coordenadora do polo, Girle Lacerda; do representante da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), Orisvaldo Castro; do prefeito de Uruçuí, Francisco Coelho; da coordenadora de tutoria dos cursos de Filosofia e Português, professoras Graça Moita e Goreth Varão, além de professores homenageados.


Oradora da turma, Luciana Miranda 

Após o minuto de silêncio em memória do Professor João Benício de Melo Neto, falecido na manhã do mesmo dia, a solenidade prosseguiu com o discurso dos oradores. Representando os paraninfos das turmas, o professor Milton Batista destacou a satisfação de estar na formatura.


Vice-diretor do CEAD, Prof. Dr. Milton Batista, representa paraninfos

“Quando chegamos neste momento vemos o quanto o trabalho tornou-se gratificante. Para nós professores, fazer parte desta jornada e saber que tivemos importância na vida de cada um de vocês, é muito satisfatório. Sabemos das dificuldades, mas devemos ressaltar o empenho de todos aqueles que se esforçam e contribuem para que a EaD aconteça em nosso estado”, disse.


Juramentista do curso de Letras Português, Ana Paula


Claudene Gomes fala da EaD

Para a concludente do curso de Letras Português, Claudene Gomes, esta é uma oportunidade que deve ser aproveitada por aqueles que sonham com uma graduação.

“A EaD veio para ajudar a nós, mães e pais de família, que não temos tempo para estar diretamente na sala de aula. Agradecemos esta oportunidade, pois o curso a distância fez com que nós pudéssemos trabalhar, cuidar da casa e ao mesmo tempo estudar. Eu motivei muitos amigos a participarem deste último vestibular, ajudei a se inscreverem e garanti que é um curso de qualidade”, afirmou.


Professores homenageados


Floriano

No sábado (25), nove alunos do curso de Licenciatura em Química da “Turma Viver é Pura Química” colou grau no Auditório do Campus Universitário Amílcar Ferreira Sobral, em Floriano.


Mesa de Honra

Participaram da solenidade o diretor do CEAD, Prof. Dr. Gildásio Guedes; o coordenador do curso de Química, Davi da Silva; a coordenadora do polo de Floriano, Francinete Damasceno; professores homenageados, familiares e amigos.


Oradora da turma, Monise Oliveira


Paraninfa da turma, Prof.ª Dr.ª Luizângela Reis

A paraninfa da turma, Prof.ª Dr.ª Luizângela Reis, parabenizou os alunos e destacou o esforço de cada. “Vocês deram fortes passos pelos seus sonhos. Apesar de todas dificuldades, o sacrifício de vocês valeu a pena. Nesses quatro anos vocês se dedicaram por esta graduação. É necessário agora seguir em frente em busca do novo”, disse.


Diretor do CEAD, Prof. Dr. Gildásio Guedes

O diretor do CEAD, Gildásio Guedes, lembrou a importância do curso superior. “Com a entrada dos mais de 9 mil alunos neste vestibular, o alunado da UFPI será composto de cerca de 40% por alunos da modalidade a distância. A graduação é o primeiro grande passo profissional de cada um de vocês. É o início de uma caminhada árdua, mas gratificante”, ressaltou.


Francisca das Chagas Madeira, concludente do curso, morava em São Félix do Piauí, distante 240 quilômetros de Floriano. Durante o primeiro ano de curso se deslocava de sua cidade até o Polo e, posteriormente decidiu morar em Floriano.

“Como não morava aqui, a EaD foi a forma viável que encontrei para cursar uma graduação. É uma modalidade muito boa. O aluno requer muita atenção e responsabilidade, pois o professor exige muito e cabe ao aluno procurar novos conhecimentos para chegar onde chegamos. Agora quero continuar meus passos, fazer uma pós, um mestrado e futuramente um Doutorado”, declarou.


Centro de Educação Aberta e a Distância - CEAD/UFPI